Aracaju
+28°C
 
PARTICIPE:
siga o EncontraSE no Facebook
siga o EncontraSe no twitter siga o EncontraSe no Google+
Follow Me on Pinterest
 
Bem vindo ao EncontraSE - Estado de Sergipe
Capital Aracajú
Menor estado brasileiro
Tem o Forró Caju um dos maiores eventos juninos do nordeste.
Tem a maior árvore de Natal do mundo.
 
 
Nasceu em 2008 o sergipano Encontra Sergipe com a missão de ser o maior Guia de Bairros
e cidades de Sergipe

Todos os bairros de Aracajú e cidades SE
“ aqui Sergipano Encontra ”
   








Foto Sergipe

Sobre o estado do Sergipe (SE)

Sergipe é uma das 27 unidades federativas da República Federativa do Brasil. Está situado na Região Nordeste e tem por limites o oceano Atlântico à leste e os estados da Bahia, à oeste e ao sul, e de Alagoas, ao norte, do qual está separado pelo Rio São Francisco. É o menor dos estados brasileiros, ocupando uma área total de 21.910 km², pouco maior que Israel. Em 2010, sua população foi estimada em 2.068.031 habitantes, o sexto estado menos populoso do país.

A capital e maior cidade é Aracaju, sede da Região Metropolitana de Aracaju, que inclui ainda os municípios de Barra dos Coqueiros, Nossa Senhora do Socorro e São Cristóvão, a quarta cidade mais antiga do Brasil e a primeira capital de Sergipe. Outras cidades importantes são Itabaiana, Lagarto e Estância, todas com mais de 50 mil habitantes. Ao todo, o estado possui 75 municípios divididos nas mesorregiões do Leste, Agreste e Sertão sergipanos.

Sergipe emancipou-se politicamente da Bahia em 8 de julho de 1820. A então capitania de Sergipe del-Rei viria a ser elevada à categoria de província quatro anos depois, e, finalmente, a estado após a proclamação da República em 1889.

Etimologia

O nome do estado vem da antiga língua tupi e significa "no rio dos siris" (referindo-se ao Rio Sergipe), através da junção das palavras siri (siri), 'y (rio) e pe (em).6

História

Os primeiros indícios da ocupação humana do território que hoje corresponde ao estado de Sergipe são datados de 9.000 a.C.7 A análise dos achados arqueológicos desses povos, como arte rupestre, ossos, cerâmicas e outros artefatos,8 permitiu aos historiadores classificá-los em três culturas ou tradições: canindé, aratu e tupi-guarani.7

Na segunda metade do século XVI teve início a colonização do estado com a chegada de navios franceses onde os seus tripulantes trocavam objetos diversos por produtos da terra (pau-brasil, algodão, pimenta-da-terra).

Entre o final do século XVI e as primeiras décadas do século XVII, a atuação dos missionários e de algumas expedições militares afasta os franceses e vence a resistência indígena. Ocorre grande miscigenação entre portugueses e índios.

Surgem os primeiros povoados, como o arraial de São Cristóvão. Originário do povoado de São Cristóvão, a capitania de Sergipe D’El-Rey foi colonizada em 1590 após a destruição de indígenas hostis e Sergipe começa a explorar o açúcar. A existência de áreas inadequadas à plantação de açúcar no litoral favorece o surgimento das primeiras criações de gado. Sergipe torna-se, então, um fornecedor de animais de tração para as fazendas da Bahia e de Pernambuco. Houve também uma significativa produção de couro.

As circunstâncias da Independência do Brasil serviram para que a decisão da Carta Régia de 8 de julho de 1820 fosse confirmada e referendada por Pedro I, que chegou a elevar, novamente, São Cristóvão à condição de cidade, para ser a capital de Sergipe. A Constituição do Império, que é de 1824, colocou Sergipe entre as Províncias do Brasil, consolidando a Emancipação de 8 de julho de 1820.

Com a Proclamação da República, passou a ser Estado da Federação tendo sua primeira Constituição promulgada em 1892. O quadro permanece assim em todo o primeiro período republicano, com setores das camadas médias urbanas sendo as únicas forças a enfrentar a oligarquia local, como nas revoltas tenentistas em 1924.

Clima

O clima é tropical, mais úmido próximo ao litoral (pluviosidade média anual de 1600 mm na capital, com maior intensidade de chuvas entre janeiro e março) e semiárido no sertão. Em algumas ocasiões, a seca no Oeste do estado pode se prolongar por quase um ano.

Subdivisões

O município com a maior área é Poço Redondo, localizado na mesorregião do Sertão Sergipano, com 1 220 km² de extensão. O menor é General Maynard, com apenas 18,1 km², localizado na microrregião do Baixo Cotinguiba.

Economia

Os dados de 2008 do governo apontam que a economia do estado de Sergipe tem participação de 0,6 por cento no produto interno bruto nacional. A composição do produto interno bruto está dividida em: agropecuária, que corresponde a 5,2 por cento; indústria, 33 por cento e serviços, que corresponde a 61,8 por cento do total. O produto interno bruto per capita está em 9 779 reais.

Na pauta de exportação, o estado exportou o equivalente a 60 700 000 dólares estadunidenses. Os principais produtos exportados são: suco de laranja, cimento, açúcar, outros sucos de fruta, calçados e outros.

Já na pauta de importação, o estado importou o equivalente a 153 300 000 dólares estadunidenses. Os principais produtos importados são: máquinas e equipamentos, trigo, adubos e fertilizantes, fios e tecidos, coque de petróleo, produtos das indústrias químicas, plástico e seus produtos, obras de ferro e aço e outros, segundo dados de 2009.

Mídia

A primeira emissora de televisão do estado foi a TV Sergipe, inaugurada em novembro de 1971 como afiliada da extinta Rede Tupi. Em 1974, passou a integrar a Rede Globo de Televisão. Em 2009, a TV Atalaia fez a primeira transmissão do sinal de televisão digital no estado. A TV Sergipe dá início à transmissão de Tv Digital em março de 2010.

Festas e eventos

O Forró caju é um dos maiores eventos juninos do nordeste do Brasil, com cerca de 140 atrações locais e nacionais reunidas durante 14 noites na praça de eventos entre os mercados Albano Franco e Thales Ferraz. O evento é gratuito e faz parte do calendário junino brasileiro. Organizada pela Prefeitura de Aracaju, a festa atrai um público de 1 milhão de pessoas em cada edição.

Criado em 1992, o Pré-Caju é uma prévia carnavalesca que reúne bandas de axé, pagode e outros ritmos, e que acontece anualmente na capital Aracaju. É considerado um dos maiores eventos desse tipo no Brasil e faz parte, oficialmente, do calendário turístico e cultural da cidade desde 1993.

Árvore de Natal

Todos os anos, é montada, às margens do Rio Sergipe, a maior árvore de natal do mundo. Com cerca de 122 metros, todos os anos sua inauguração leva milhares de moradores e turistas para o Calçadão da 13 de Julho, localizada na Avenida Beira-Mar. Durante o acendimento da árvore, há uma queima de fogos. É possível visualizá-la de alguns pontos da cidade devido a sua altura, como, por exemplo, do Viaduto Jornalista Carvalho Déda, mas sua imagem não pode ser bem apreciada, devido aos prédios do Jardins e da 13 de Julho. Mas há uma bela imagem dela da Ponte da Coroa do Meio e do estacionamento do Shopping Riomar.

Em 2007, a árvore entrou no Livro Guinness dos Recordes como a maior árvore de natal do mundo. Em 2008, uma tragédia impossibilitou a montagem desse cartão-postal de Sergipe.

Em sua 22ª edição (2010) e medindo 127,99 metros, a árvore atraiu centenas de pessoas para a Avenida 13 de julho no dia 4 de dezembro. O som da Orquestra Sanfônica animou os presentes com canções natalinas e forró.

Índice

Outros estados

Dados

Gentílico:sergipano

Bandeira do Sergipe
(Bandeira)

Brasão do Sergipe
(Brasão)

Localização

Região Nordeste
Estados limítrofes: Bahia e Alagoas
Mesorregiões: 3
Microrregiões: 13
Municípios: 75

Capital

Aracaju

Governo (2011 a 2014)

Governador Marcelo Déda (PT)
Vice-Governador Jackson Barreto (PMDB)
Deputados Federais: 8
Deputados Estaduais: 24
Senadores :Antônio Carlos Valadares (PSB), Eduardo Amorim (PSC), Maria do Carmo Alves (DEM)

Indicadores (2009)

Esper. de vida 71,6 anos (18º)
Mort. Infantil 18,2‰ nasc. (16º)
Analfabetismo 16,3% (19º)
IDH 0,742 (21º) - médio - 2007

Características geográficas

Área 21 910,348 km² (26º)
População
2 110 867hab. (22º) (2012)
Densidade
96,34 hab./km²
Clima tropical
Fuso horário UTC-3

Economia (2007)

PIB R$23.932.000 mil (22º)
PIB per capita R$11.587,00 (18º)

Site do governo

www.se.gov.br